DESAFIO 1+3

Nos dias em que vivemos, cada vez mais acho importante desenvolver o auto-conhecimento e influenciar outros a fazê-lo. Uma vez que quanto maior é o conhecimento que temos sobre nós, maior responsabilidade sentimos sobre os nossos atos e maior noção temos sobre os mesmo. Pode tornar-se assustador saber que as nossas decisões e as nossas falhas são somente responsabilidade nossa. No entanto é interessante considerar que se tivermos um controlo extremo no que concerne ao comportamento, tanto físico como verbal - incluindo toda a parte psicológica implícita -, significa que em parte acreditamos nas nossas ações como pessoa singular. E trabalhar as nossas capacidades a pontos de atingir auto-conhecimento suficiente dá-nos mais confiança sobre nós, assim como outras ferramentas que nos permitem compreender, aceitar e trabalhar com o outro com resiliência. E se considerarmos todo este processo é possível verificar que tudo é um ciclo gratificante e de feedback positivo, uma vez que boas energias e novas conquistas desencadeiam novas necessidades o que nos faz procurar novas soluções - Alegria gera alegria e hoje percebo isso.

Com o crescimento pessoal e o passar dos anos, tenho vindo a acreditar genuinamente que o auto-conhecimento é a chave para assumirmos quem somos e aceitarmos sê-lo sem floreados ou mascaras para nos protegermos ou nos escondermos de uma humanidade programada a uma perfeição inexistente. Só nos conseguimos aceitar quando realmente conseguirmos definir as nossas qualidades com a mesma facilidade com que indicamos os nossos defeitos sem pestanejar, sem inventar ou sem arranjar desculpas para justificar qualquer dos pontos. A partir do momento que conseguirmos enumerar o que gostamos, o que realmente não gostamos e o que gostaríamos de mudar, mas ainda assim estamos bem com o assunto porque realmente se aceita e se vai trabalhar no sentido de melhorar aquilo que pretendemos porque queremos e não porque não o aceitamos, é sinal de amor próprio e não há como não ter orgulho em nós. Para atingirmos os objetivos que definimos sobre nós mesmo é importante fazer introspeções regulares e com sinceridade - mesmo que para a maioria das pessoas seja um processo delicado - porque nos permite compreender os sentimentos que acumulamos e aliviar o stress, verificar as mudanças que tanto nos dão força para continuar e perceber o que ainda falta trabalhar. Mas acima de tudo é importante fazer comparações, mas nada melhor do que fazê-lo connosco, nunca com outros, porque o que se pretende é melhorar aquilo que somos e não aquilo que achamos que somos aos olhos dos outros - para ser sincera, é uma vertente que não tem qualquer validade dado que as opiniões alheias nunca coincidem com o que achamos. 

Neste sentido e em virtude de uma força inata que me preenche de curiosidade de como este projeto poderá contribuir para o meu auto-conhecimento e auto-valorização, abracei o Projeto 1+3 criado pela Carolina. Este projeto não contém obrigações, regras e periodicidade fixa, tem como principal objetivo criar uma cinesia de reflexão sobre os mais variados temas, todos eles relacionados com o que nos identifica e nos desperta interesse, com o que nos motiva e o que nos faz amadurecer. Uma dinâmica que me deixa bastante orgulhosa por participar. Tive conhecimento do mesmo através da Inês Mota, que com todo o carinho me estendeu a mão e se mostrou disponível para me explicar todos os pormenores que teria que saber. Agora chegou a minha vez de prolongar a minha mão a todos vocês e convidar-vos a participarem neste movimento de construção de amor próprio. Caso estejam interessados em participar, basta enviarem um e-mail para inesm.msucena@gmail.com e passarão a receber todas as informações sobre o desafio. Vamos embarcar neste desafio de pés e cabeça e gerar uma onda de entreajuda, resiliência e oferecer boas energias.

2 comentários:

  1. Acompanho este desafio também através da Inês, e mal posso esperar para ler a tua opinião, reflexão sobre os temas que a Carolina coloca!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também estou ansiosa por começar, mal posso esperar por partilhar com vocês, obrigada!

      Eliminar